Sobre a PJ

TÁ CURIOSO(A) EM SABER, “AFINAL O QUE É ESSA TAL DE PJ?”… VEJA A SEGUIR:

   


PJ O QUE É PASTORAL DA JUVENTUDE ?

A Igreja como instrumento que ajuda na concretização do Reino tem sua maneira própria de evangelizar, levando o Cristão a  participar dentro de todas as realidades que nos envolvem, organizando-se em grupos específicos, que são as Pastorais. PASTORAL é toda a ação que muda o modo de pensar, de ver e agir buscando na caminhada a concretização do PLANO DE DEUS que é o seu Reino de justiça, liberdade para todos. “Fazer” Pastoral é fazer o que Jesus fez. É continuar sua missão. Pastoral é serviço, ação, trabalho de quem segue Jesus (Ezequiel 34).

PASTORAL DA JUVENTUDE é ação organizada dos jovens que são Igreja junto com seus pastores e com toda comunidade para aprofundar a vivência de sua fé e evangelizar outros jovens com opção evangélica preferencial e consciente pelos jovens das classes populares e pelos jovens marginalizados, em vista da construção de um mundo mais fraterno e justo, a fim de que se transformem em novos homens e novas mulheres, sendo pois agentes da construção da nova sociedade, guiados pelos critérios evangélicos.

É ação global, coordenada e oficial da Igreja no meio da juventude, animada pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora  da Igreja no Brasil e em profunda sintonia com os objetivos, as prioridades e as orientações das nossas Dioceses.

Se diz Pastoral “DA” Juventude e não “DE” Juventude. Se fosse “de” Juventude, seriam os outros: padres, religiosos(as), adultos e leigos, trabalhando para os jovens. Ou seja, não seríamos sujeitos de nossa história. Mas sendo Pastoral “da” Juventude significa dizer que o compromisso primeiro de fazer o que Jesus fez no meio da juventude, é do jovem. “É o jovem evangelizando o próprio jovem!” PASTORAL DA JUVENTUDE é tempo de descoberta pessoal, grupal e da sociedade. O jovem começa a ouvir, ver e sentir toda a realidade que o envolve que faz parte dele. Sente, então, o apelo de Deus e tenta dar uma resposta, percebe que o grupo de jovens tem de avançar. Já não se pode ficar só na reflexão e oração. É necessário partir para a AÇÃO. Fazendo isso, estamos atendendo o chamado de Deus!!!


PJQUEM É PASTORAL DA JUVENTUDE?

 Muitas vezes imaginamos que todos aqueles que fazem parte de um grupo de jovens são Pastoral da Juventude. Esse é um grave engano!!!

Para ser Pastoral da Juventude é necessário mais do que isso, devemos estar em sintonia com o que aconteceu na Igreja e ficar atento aos avanços sociais, tecnológicos e religiosos. Acima de tudo é estar em sintonia com as carências da sociedade, com uma ação planejada a partir das propostas da PJB (Pastoral da Juventude do Brasil).

Enfim, PJ são todos os grupos de jovens, assessores e coordenadores que procuram caminhar e crescer como Igreja e que se comprometem com a libertação integral do ser humano e da sociedade, afim de vislumbrar o Reino de Deus ainda neste mundo.


PJNOSSA HISTÓRIA

A Pastoral da Juventude é herdeira de uma história que vem sendo construída em nosso país desde 1930 com a chamada Ação Católica. Por volta de 1920, o Papa Pio XI preocupado com a missão da Igreja diante dos desafios e das grandes mudanças na realidade mundial (processo de urbanização e industrialização), estimulou a chamada Ação Católica que era o espaço de participação dos leigos católicos no apostolado hierárquico da Igreja, para o difusão e a atuação dos princípios católicos na vida pessoal, familiar e social.

A Ação Católica no Brasil foi marcada por dois momentos distintos. O primeiro, com a chamada Ação Católica Geral (de 1932 a 1950), e o segundo momento, a Ação Católica Especializada (de 1950 a 1960). Com a Ação Católica Especializada e os seus grupos JAC (Juventude Agrária Católica), JUC (Juventude Universitária Católica), JEC (Juventude Estudantil Católica) e JOC (Juventude Operária Católica) percebemos o início de um novo modelo de evangelização para os jovens. A Pastoral de Juventude herdou muita coisa deste período, como o método Ver-Julgar-Agir; uma prática transformadora a partir da realidade; a descoberta da dimensão política da fé; o protagonismo dos jovens e a presença do Deus Libertador nas lutas do povo.

Mas o surgimento de uma Pastoral Juventude Orgânica e transformadora como conhecemos hoje foi sendo gestado na década de 70 por iniciativa da própria CNBB e iluminado por um novo modelo de Igreja Latino-americana que vinha sendo construído através das conclusões e encaminhamentos das Conferências dos Bispos da América Latina ocorridas em Medelin (1968 ) e Puebla (1979). Foram nascendo e se organizando as pastorais de juventude: PJ – Pastoral da Juventude, organiza-se a partir dos grupos nas comunidades; PJE – Pastoral da Juventude Estudantil, organiza-se a partir dos grupos nas escolas; PJMP – Pastoral da Juventude do Meio Popular,  organiza-se a partir dos grupos  do meio popular, tendo como referência a classe social; e PJR – Pastoral da Juventude Rural, organiza-se a partir dos grupos de jovens na zona rural.

Essas pastorais assumem a espiritualidade que une a fé e a vida, a eclesiologia de comunhão e participação, valoriza a história e a caminhada feita, assume uma metodologia que parte da realidade, que reflete, estuda, planeja ações, celebra a caminhada, avalia sempre sua prática, assume os diferentes ambientes onde vivem os jovens.

Em 1983, a CNBB criou o Setor de Juventude, com o objetivo de assumir mais concretamente as orientações da Igreja na América Latina. Assumiu a Pastoral Orgânica da Juventude,  tendo o jovem como protagonista de sua ação evangelizadora, visando  favorecer a articulação  dos jovens a partir dos ambientes onde vivem. Não é uma ação planejada para jovens e, sim, a partir deles(as)  “jovens evangelizando jovens” com acompanhamento de assessores.

No Ano Internacional da Juventude (1985), criou-se o Dia Nacional da Juventude (DNJ).  Desde então, o DNJ é celebrado todos os anos, reunindo milhares de jovens em todo o país.

Em 1989, a coordenação nacional da Pastoral da Juventude do Brasil, decidiu criar uma Secretaria Nacional, com um (a) jovem eleito em Assembléia. Organiza,  também,  o jornal  “Juventude” destinado aos grupos de jovens.

A grande força da Pastoral da Juventude se dá no Brasil em 1992, marcada pelo tema da Campanha da Fraternidade com o tema: Fraternidade e Juventude, e com o Lema: Juventude Caminho Aberto. De lá para cá, graças à Deus, houve grandes avanços e continuamos caminhando com passos bem avançados.

Há alguns anos atrás (1991-1997) , a história da PJ foi gestada, com toda a dor e a esperança que é particular de um parto, a ousadia em refletir sobre si mesma, nos fez crescer passo a passo como uma criança que deseja viver as suas etapas em toda a sua plenitude. Com isso, a Pastoral da Juventude do Brasil mantém uma estrutura que parte dos grupos de jovens articulados em coordenações nos diversos níveis e ambientes. Ela assume também a assessoria como um ministério de acompanhamento e formação dos jovens e de sua pastoral e, também,  a busca do diálogo com as Congregações e Movimentos eclesiais que trabalham com jovens.

Já na história mais recente (2006) a Igreja do Brasil, em conjunto com as demais Pastorais e Movimentos que lidam com o público juvenil, criou o Documento 85 da CNBB, que trata exatamente sobre a Evangelização da Juventude. Com pistas de ações não tão distantes do que a PJ já vem praticando há tempos, tornou-se polêmico no inicio de sua utilização. O ponto mais polêmico foi a implantação do Setor Juventude nas Dioceses, visto que o Clero e os Leigos de algumas delas interpretaram esta nova proposta de maneira equivocada, causando assim, a extinção da PJ nos locais onde a mesma já não tinha uma boa organização. Felizmente, a Igreja percebeu isso a tempo, e vem concentrando esforços para uma redescoberta do Documento 85, criando propostas de ações mais claras e definidas, principalmente no que diz respeita ao Setor Juventude.

Hoje em dia, a Pastoral da Juventude anseia voltar às suas bases, às suas origens. Há um esforço nacional, para que as organizações da PJ redescubram sua verdadeira identidade, ou seja, os Grupos de Jovens, pois sabemos que são destes pequenos grupos que saem nossas principais forças e inspirações.

Clique aqui e veja um resumo da História da PJ, contendo os principais acontecimentos por ordem cronológica.

Portanto, “a Pastoral da Juventude é utopia e realidade, desafio e tarefa. Já está aí, mas nunca está pronta e acabada. Sua especialidade é estar sempre em construção, dinâmica e criativa, como a própria Juventude”. (Autor desconhecido)

“Só uma Juventude organizada, será uma juventude forte”. (PUEBLA, 1185/1188).

   


PJNOSSO SÍMBOLO

 O símbolo da Pastoral da Juventude surgiu de um concurso nacional realizado entre o final dos anos 80 e início dos anos 90. Foi criado pelo, então jovem, Cristiano, do Regional Sul I, hoje já adulto e casado. O símbolo da PJ representa uma cruz estilizada, como se ela estivesse deitada no chão, servindo de estrada, um caminho, rumo à “Civilização do Amor”, tão citada em nossos documentos e proferida pelo saudoso Papa Paulo VI para os jovens de todo planeta.

A cor vermelha do nosso símbolo é a cor da paixão. Paixão de Cristo por nós, paixão pelo novo, pelo protagonismo juvenil, pela utopia. E quando realmente estamos apaixonados, a gente respeita, a gente cuida, a gente ama. Enfim, amar nos leva a “Civilização do Amor”.

Mas afinal, o que é essa “Civilização do Amor”? A “Civilização do Amor” nada mais é que a concretização do Reino de Deus aqui na terra. Nós acreditamos que o Reino de Deus se iniciará aqui quando o homem novo e a mulher nova tomarem consciência que um outro mundo é possível.


 

PJNOSSA IDENTIDADE

 PASTORAL: A palavra vem de pastor (aquele que orienta o rebanho) é uma atividade da igreja (povo + clero). A Pastoral da juventude é organizada, desenvolvida e executada por jovens.

DA: Como já comentado no primeiro tópico deste texto, esta pequena palavra dá um sentido muito importante para a nossa identidade. Pois a Pastoral é “da” Juventude e não “de”  Juventude, ou seja, ela é nossa! E tudo o que é nosso, a gente cuida com carinho e cuidado. Isso nos ajuda a lembrar que nós somos responsáveis por ela. Somos nós, jovens, quem a fazemos acontecer.

JUVENTUDE: É o momento de transição entre a adolescência e a idade adulta. Apesar disso ser verdade, a idéia de juventude indica muito mais que um simples momento, é a plenitude dos ideais, é sonhar, criar, acreditar e realizar. Enquanto sonhar e acreditar que pode realizar, será sempre jovem.

Somos jovens das diversas realidades regionais do país, na maioria empobrecidos e a exemplo de Jesus Cristo fazemos a opção pelos pobres e jovens. Nos encontramos em grupos para partilhar e celebrar a vida, as lutas, sofrimentos e cultivar a amizade a partir de uma formação integral e mística própria.

Somos Grupos de Jovens motivados pela fé, atuando dentro das comunidades eclesiais, a serviço da organização e animação das comunidades.

Atuamos também na sociedade inseridos nos movimentos sociais, com destaque a participação política-partidária, movimentos populares e outras organizações que lutam em defesa da vida e da dignidade humana.

Nos organizamos a partir das coordenações dos grupos, paróquias, diocese e regional, ligados à Igreja do Brasil e da América Latina. Assim construímos e registramos nossa história, criando uma unidade na diversidade.

Diante de uma política desumana da manipulação dos Meios de Comunicação Social e de uma realidade tão adversa, ousamos assumir e propor os projetos da Pastoral da Juventude do Brasil, como alternativa na construção da Civilização do Amor, sendo assim, presença gratuita e qualificada no meio da juventude, atuando também em parceria com outras organizações da sociedade.

Somos PJ organizada no Brasil, com linha definida e metodologia própria, aberta ao novo acolhimento dos anseios da juventude, garantindo o seu protagonismo, evangelizando de forma inculturada na realidade em que vivemos.

Somos jovens felizes, apaixonados, ternos e motivados pela fé. Encaramos a vida com potencial criativo muito grande, valorizando as artes (dança, poesia, música…) o lazer, o corpo, o símbolo, as culturas, com ardor, sonhos e amor pela causa do Reino.


PJO QUE QUEREMOS?

Despertar os jovens para a pessoa e a proposta de Jesus Cristo, desenvolvendo com eles um processo global de formação a partir da fé, para formar líderes capacitados a atuarem na própria Pastoral da Juventude, em outros ministérios da Igreja e em seu meio especifico, comprometidos com a libertação integral do homem e da mulher, bem como da sociedade, levando uma vida de construção da Civilização do Amor proclamando:

SIM: à vida, ao amor como vocação humana, à solidariedade, à liberdade, à verdade e ao dialogo, à participação, ao esforço permanente pela paz, ao respeito pelas culturas, ao respeito pela natureza, à integração latino-americana;

NÃO: ao individualismo, ao consumismo, à absolutização do prazer à intolerância, à injustiça, à discriminação, à marginalização, à corrupção e à violência.

O PRIMADO: da vida humana sobre qualquer outro valor ou interesse; da pessoa sobre as coisas; da ética, sobre a técnica; do testemunho e da experiência sobre as palavras e as doutrinas; do serviço sobre o poder; de uma economia solidária sobre a produção de riqueza; do trabalho sobre o capital; da identidade cultural brasileira e latino-americana sobre outras influências culturais hegemônicas; da fé e da transcendência sobre toda tentativa de absolutizar o ser humano.

O desafio da PJ é descobrir com os jovens a prática de uma espiritualidade cristã, capaz de mantê-los na esperança e animá-los na luta, ou seja, uma espiritualidade diferente para os jovens. A experiência pessoal de comunhão com Jesus Cristo e a adesão ao seu projeto de vida, devem levar o jovem a comprometer-se com a comunidade.

Convidamos de coração os jovens a vencer os obstáculos que ameaçam seu direito de participação, consciente e responsável, na construção de um mundo melhor. Não lhes desejamos a ausência pecaminosa na mesa da vida nem a triste capitulação ante os imperativos do prazer, do indiferentismo ou da solidão voluntária e improdutiva. Já passou a hora do protesto, traduzido em formas exóticas ou através de exaltações intempestivas. Tendes uma capacidade imensa. Chegou o momento da reflexão e da aceitação plena do desafio de viver, em plenitude. Os valores essenciais do autêntico humanismo integral.


 

Nossa espiritualidadeNOSSA ESPIRITUALIDADE

“Espiritualidade é o que faz com que vivamos segundo o Espírito. E é marcada no cotidiano de nossa existência”. (1 Cor 12,3/Rom. 8,9)

A espiritualidade é o que nos alimenta e nos dá vida. É o sopro de Deus que age em nosso ser. Todos nós temos já pela escolha de Deus um espírito que nos anima. Essa espiritualidade necessita ser alimentada no dia-a-dia e no contato íntimo com Deus através da palavra, que nos leva a se comprometer com o outro e a outra, com a comunidade e com a transformação de tudo que é contrário ao que Deus quer. Por isso dizemos que a espiritualidade da Pastoral da Juventude é:

  • Cristocêntrica – centrada em Jesus, amigo companheiro de caminhada.
  • Mariana – Maria se compromete com o projeto de Deus. É exemplo de fidelidade, disponibilidade, entrega.
  • Comunitária e eclesial – pois é no grupo e comunidade na que o jovem se identifica, partilha suas experiências e sonhos.
  • Leiga e Missionária – a presença do espírito nos grupos e comunidades instiga o jovem a servir os outros e a descobrir sua vocação missionária.
  • Encarnada e libertadora – O filho de Deus se encarna na realidade humana. Tem uma ligação de fé e vida. Tal presença é ativa e efetiva lutando pela libertação.
  • Orante – valoriza os momentos de oração pessoal e comunitária. A liturgia e as celebrações expressam a espiritualidade que nos alimenta e anima.
  • Celebrativa – a alegria da juventude manifesta-se na celebração da vida e do Espírito como festa inspirada na vitória pascal. A realização de encontros, festas, liturgia, caminhadas… são momentos de viver o Deus-felicidade que nos anima e revigora para a ação concreta.

A Teologia da Libertação é a nossa referência com a fundamentação da fé e o compromisso de luta e pé no chão. Nossa opção é de uma espiritualidade da libertação e da opção da Igreja pelos pobres. Podemos dizer então que a espiritualidade das Pastorais da Juventude é uma espiritualidade da alegria e anúncio de Jesus da vida, com a cara e o jeito da juventude.


 

PJNOSSA MISSÃO

Inspirados no documento de Puebla, quando a Igreja fez a opção preferencial pelos (as) jovens, bem como nas orientações para a Pastoral da Juventude do Brasil e da América Latina, podemos definir que a nossa MISSÃO é:

–  Organizar a ação pastoral a partir e junto à juventude – “jovem evangelizando jovem”;

Possibilitar e acompanhar os (as) jovens a descobrir, ouvir, seguir e comprometer-se com Jesus Cristo e seu projeto, integrando a sua fé com a vida e fortalecendo uma espiritualidade libertadora;

Fortalecer a Igreja libertadora, a partir da experiência do Cristo Ressuscitado, acolhendo os (as) jovens na comunidade eclesial percebendo-os(as) como sinal da novidade da jovialidade de Deus;

Possibilitar crescimento e o aprofundamento da fé para uma maior comunhão com Deus, com as pessoas e com  o universo;

Acompanhar a elaboração do projeto de vida, respeitando as opções vocacionais dos diversos ministérios na perspectiva do Reino de Deus;

Partir da realidade pessoal, social, cultural e histórica e do momento atual, indo ao encontro deles (as) como são, tendo como referência o meio específico em que vivem;

Garantir espaços de vivência em pequenos grupos e/ou comunidades, onde possam partilhar alegrias e tristezas, angústias e esperanças, reflexão e ação, oração e celebração, festa, e tudo o que são e querem ser, o que vivem, o que crêem, o que sentem, o que sonham e ousam projetar;

Reafirmar a opção profética e transformadora pelos(as) jovens e empobrecidos(as), colocando-se a serviço de uma nova sociedade;

Criar espaços de participação da juventude  na Igreja  e na sociedade, percebendo meios eficazes para o exercício da cidadania e o despertar da militância;

Contribuir para que os(as) jovens se tornem protagonistas da construção da civilização do amor, sinal profético do Reino definitivo e de esperança para a juventude na promoção da vida.


grupo E OS GRUPOS DE JOVENS, ONDEM ENTRAM EM TUDO ISSO?

Não podemos esquecer o mais importante, que é a base da Pastoral da Juventude: os Grupos de Jovens, que estão espalhados por várias comunidades e de diversas especificidades. Infelizmente ainda existe gente pensando que PJ é a coordenação, ou algo mais distante. Na verdade, os Grupos de Jovens (ou Grupo de Base) é que são as células da PJ. É no grupo e pelo grupo que a PJ acontece. Quando o grupo busca aprofundar e viver a fé, atuar na comunidade, descobrir como transformar a realidade e, junto com os demais grupos, ser evangelizador de outros jovens, já está sendo e fazendo PASTORAL DA JUVENTUDE.

NÃO EXISTE PASTORAL DA JUVENTUDE SEM GRUPOS DE JOVENS!!!

 


m_os_unidasPOR QUE ESTAR LIGADO A PASTORAL DA JUVENTUDE?

Para não ficarmos isolados, sempre na mesma coisa, para conhecer outras experiências e compreender a importância do intercâmbio, para descobrirmos que podemos ser mais fortes, ter acesso a mais informações, materiais, enfim, para que tenhamos uma organização com participação de todos os grupos de jovens, construindo, assim, uma “ação efetivamente organizada dos jovens para crescerem na fé e evangelizarem outros jovens”. Será muito importante quando todos os nossos grupos de jovens de nossas paróquias, puderem e quiserem se reunir e trocar idéias e desenvolver atividades em todas as comunidades, sem contar o grande círculo de amizades que se formará entre os nossos grupos.


 

   cartazdnj2004

PRINCIPAIS ATIVIDADES DA PASTORAL DA JUVENTUDE

Encontros semanais dos Grupos de Jovens
Finais de semana
Objetivo: Esta é a mais importante atividade da Pastoral da Juventude, pois acontece lá na base, em todos os grupos de jovens espalhados pelo Brasil. É onde acontece a verdadeira formação e evangelização do jovem.

Campanha da Fraternidade (CF)
Período da quaresma

A Campanha da Fraternidade é uma campanha realizada anualmente pela Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil, sempre no período da Quaresma. Seu objetivo é despertar a solidariedade dos seus fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos de solução. A cada ano é escolhido um tema, que define a realidade concreta a ser transformada, e um lema, que explicita em que direção se busca a transformação. A campanha é coordenada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A juventude é convidada a viver a CF através de um subsídio especialmente preparado para os jovens, cujo objetivo é despertar e fomentar ações concretas de transformação da realidade.

Retiros
As “paradas”, os “desertos” e os “ dias de oração” são considerados importantes na Igreja e na PJ do Brasil, para que o jovem olhe para si mesmo, encontre-se com Deus , retome a caminhada de forma mais aprofundada e renove as forças, para uma ação mais sólida e frutuosa.
Os retiros não são momentos de refúgio nem de fuga da realidade. Será muito importante cuidar que não se transmita a idéia de que, para encontrar-se com Deus, é necessário sair da vida diária, afastar-se do mundo e criar um ambiente especial, muitas vezes muito acolhedor, porém também muitas vezes artificial. Os retiros possuem sua base nas orientações teológicas, pedagógicas, metodológicas e de espiritualidade, que animam o processo de educação na fé que os jovens  vivem normalmente nos grupos. Por isso partem da vida e da experiência grupal e se preocupam por voltar a ela, já que os retiros não encontram sua finalidade em si mesmos, mas em estar oferecendo um maior aprofundamento e vivência do seguimento de Jesus e de um compromisso mais radical com o mundo e com a história.

Romarias e Caminhadas
O Povo de Deus está sempre em romaria! Também a juventude. Participar das romarias e caminhadas fortalece e sustenta a ação do jovem. Comprometer-se com as lutas e as buscas do povo é perceber com singeleza, a proposta do projeto de vida. Ali se recordam os mártires da caminhada: pessoas que derramaram seu sangue pela vida dos pobres. No caminhar, os jovens se encontram com o Deus da vida, que também  se afirmou no caminho. É a afirmação e mística que somos feitos para andar, anunciar, denunciar, transformar  e celebrar.

Vigílias
São momentos que fortalecem os sinais de vida e esperança do grupo. Cada pessoa, com sua experiência  engajada e compromissada, celebra e contribui, de maneira indispensável, para o crescimento de todos. O jovem gosta da noite, de ficar acordado. É preciso valorizar muito as vigílias.

Encontros, Jornadas e Missões
Outros momentos forte na Pastoral da Juventude do Brasil são os Congressos de jovens, as Jornadas da Juventude, os Acampamentos Juvenis e as Missões Jovens, que entre outros, são atitudes de criatividade e coragem para propor novos caminhos. Cultivando uma atitude de fortaleza e perseverança diante das adversidades e conflitos do mundo, sendo sinal do Reino. Nestes acontecimentos fé e vida se alimentam mutuamente.

Semana da Cidadania (SdC)
14 a 21 de Abril
A Semana da Cidadania é realizada nos dias 14 a 21 de abril, tendo-se o cuidado de não coincidir com a Semana Santa, doações de alimentos e/ou sangue, etc. Nela, queremos somar forças com organizações populares e. Neste caso, orienta-se que não seja no tempo pascal. É um marco para resgatar e fortalecer as lutas populares no Brasil. Tem uma temática ligada a juventude e a construção de ações de cidadania, acompanhada por folder e cartaz em sintonia com a Campanha da Fraternidade. A Semana nasceu com a finalidade de trabalhar atividades concretas em favor da cidadania do jovem, como documentação, campanha do voto aos 16 anos suas lutas.

Semana do Estudante (SdE)
11 a 17 de Agosto

A Semana do Estudante é realizada na semana do dia 11 de agosto (Dia do Estudante). É voltada para todos/as estudantes da Rede Pública e Particular de Ensino. Tem uma temática ligada a realidade da educação e da juventude, acompanhada por folder, cartilha e cartaz. É uma atividade ecumênica que visa conscientizar e incentivar o estudante sobre seu papel e missão de agente transformador na sociedade, a partir de sua realidade local: a escola. A Semana é um exercício concreto de cidadania no meio estudantil com os estudantes nos diversos segmentos da escola e da comunidade, garantindo atividades em parceria com as escolas, grêmios e instituições.

Grito dos Excluídos
7 de Setembro

É uma atividade da Igreja do Brasil assumido como gesto profético para a construção de uma sociedade sem excluídos e excluídas. É celebrado no dia 07 de setembro de cada ano. Envolve entidades da sociedade civil, Pastorais Sociais e PJB.

Dia Nacional da Juventude (DNJ)
Mês de Outubro
O Dia Nacional da Juventude é uma atividade que tem como objetivo ir ao encontro de todos os jovens. É celebrado no ultimo domingo do mês de outubro e, em ano eleitoral, orienta-se que seja celebrado no penúltimo domingo de outubro. Tem um caráter ecumênico, sócio transformador, celebrativo e festivo. É uma atividade de massa, preparada pelos grupos de jovens e comunidades através de um subsídio. Trabalham sempre uma temática nacional relacionada com às questões juvenis e a Campanha da Fraternidade do ano corrente.


 

contato_emailENDEREÇOS IMPORTANTES

  Bom, então é isso ai galera. Esperamos que tenham conhecido um pouco mais sobre a PJ, mas para que realmente sintam o gosto deste caminhar, desafiamos e incentivamos você a fazer a PJ acontecer também na sua comunidade, através de um Grupo de Jovens. Convide seus amigos e amigas, converse com seu pároco e procurem alguém que já trilhou estes passos para orientá-los. 

E claro, saibam que podem e poderão sempre contar com nosso apoio. Para isso, veja alguns contatos que serão úteis:

Pastoral da Juventude da Diocese de Piracicaba 
Sítio:  www.pjpira.com
E-mail:  pjdiocesepira@gmail.com

Pastoral da Juventude do Regional Sul 1 (Estado de São Paulo)
Sítio:  www.pjsul1.org

Pastoral da Juventude Nacional
Sítio: www.pj.org.br
E-mail:  contato@pj.org.br

Comissão Episcopal do Laicato (Setor Juventude – CNBB)
Assessor: Pe. Gisley Azevedo Gomes
SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B”
CEP: 70401-900, Brasília – DF
Fone: (61) 2103-8341
Fax: 2103-8303
Sítio:  http://www.cnbb.org.br/site/comissoes-episcopais/laicato/setor-juventude
E-mail:  juventude@cnbb.org.br

Centro de Capacitação da Juventude (CCJ)
Rua Bispo Eugênio Demazenod, 463A, Vila Alpina,
CEP 03206-040, São Paulo – SP
Fone/Fax: (11) 2917-1425
Sítio:  www.ccj.org.br

Centro Anchietanum – Jesuítas
Rua Apinajés, 2033 (próximo ao metrô Vila Madalena)
CEP: 01258-001 – São Paulo – SP
Fone:  (11) 3862-0342  (11) 3862-0342  / 3673-9921 / 3872-6888
Sítio: www.anchietanum.com.br
Email: secretaria@anchietanum.com.br

Casa da Juventude Pe. Burnier (CAJU)
Cx. Postal 944, CEP 74001 970, Goiânia – GO
Fone/Fax: (61)202-0339
Sítio:  www.casadajuventude.org.br

Anúncios

Responses

  1. Que a paz do senhor esteja convosco.gostaria de saber se ete alguem que participopu da pj no seminario de nova suiço por volta de 1991.
    Sou do rio de janeiro e quando na ocasião participei de um retiro de formação e liderança .Tenho muita vontade de reaver alguns amigos que fiz e se posssivel vê se alguem tem algumas fotografias.minha paroquia na ocasião era nssa senhora do desterro. um forte abraço. fiquem com deus

  2. Que a PJ seja sempre firme e forte em suas obras… que a Graça de Deus permaneça em cada jovem que faz parte desta família… Não desistam de lutar… Sigam o exemplo de Cristo, sem medo, sem receio e com toda a coragem vinda de Deus… Que o Espírito Santo os envolva com sua luz e que seja o guia de cada grupo que compõe a PJ.
    Beijo a todos vcs…e sinto saudades!!!
    Cris… SBO

  3. Olá! Eu sou cabo-verdiano e moro na Praia capital de Cabo Verde. Gostei do vosso site e do trabalho que vêm fazendo com os jovens na vossa diocese.

  4. adorei conhecer esse site da pj… tbm sou pjteira.. moro em kmetá e o dnj e muito importnt… prelazia de kmtá… paroquia nsa sra do carmo…

  5. amigos estamos prescissando de ajuda estou aqui mais tres amigos tentano levanta a PJ em nossa região mas parece ser uma missão impossivel pois não temos apoio de niguem nem mesmo dos parocos sera que voces ai podias nos ajuda somos de Rio Verde-GO Sou um milidante da antiga PJMP QUE AQUI ESTA TUDO MORTO PJMP, PJE, PJR, PJO TUDO SUMIU NESTA REGIÃO DO ESTADO ELES NUNCA VIRAM NEM FALAR GUANTO PARTICIPE FOI NA REGIÃO DA GRADE GOIANIA PRESCISSAMOS DE AJUNDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Olá Antonio, td bem?

      Olá Mary, td bem?

      Primeiramente, obrigado pelo contato e desculpe pela demora em responder… é que estamos numa correria nas atividades aqui.

      Olha soh.. .pra se levantar a PJ, vc precisa começar do alicerce, da base… e pra nós, o alicerce são os grupos de jovens… se eles estiverem bem, a PJ tb vai bem. Por isso, segue um link com várias dicas para grupos de jovens e para que vc faça um esforço para espalhar esta noticia ai nas paroquias da reguião:

      Veja aqui: https://pjpira.wordpress.com/tag/grupo-de-jovens/

      E lembre-se, Jesus não nos disse que evangelizar seria fácil… por isso… encare os desafios como propostas de mudança, de vitória.

      Grande abraço e fé na caminhada.

      Em Cristo sempre JOVEM

  6. acho muito importante o trabalho da pj sou cordenador do grupo de jovem na paroquia santo antónio indaiatuba sp . nome do grupo jbl . celso

  7. Hum…….gostei muito ^^

  8. na minha paroquia começamos a formar um grupo e esta bem participativo.
    os jovens estao muitos interessados em saber sobre a pj.

    eu particularmente gosto de mais da pj, a pj e uma parte da minha vida.
    gostei muito de conhecer mai sobre a pj e muito interesante wwaalell.

  9. Que a Paz e o amor de Maria esteja convosco meus irmãos!
    Amei a materia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: