Publicado por: PJ Diocese de Piracicaba | julho 20, 2009

Jovens da Diocese presentes na 15ª Romaria da Juventude

Alguns jovens diocesanos chegando na Romaria

Salve salve Juventude, caminhante e sonhadora.

No ultimo dia 12 de Julho, estivemos reunidos na grande e gelada São Paulo, cidade cheia de constrastes, mas que neste domingo, ficaria mais JOVEM com a presença de aproximadamente 5000 jovens vindos de todo estado de São Paulo, entre eles, alguns de nossa Diocese (Santa Bábara D´Oeste, Rio Claro, Piracicaba e Ipeúna)

Para que sintam o gostinho dos sentimentos que passamos por lá, vejam abaixo algumas fotos e depoimentos dos próprios jovems que lá estiveram. Solta o verbo JUVENTUDE!!!

Mais momentos ser vistas também no nosso Álbum de fotos e Álbum de Vídeos.

 


 

São Paulo… essa cidade sempre me impressiona quando vou pra lá… seja nos bons sentidos ou nos maus sentidos…
Caminhando pelas artérias da cidadeUm frio da “gota”… muito sono!… chegamos…
Aquela galera catolica tentando de diversas maneiras espantar o frio… enfim caminhamos… debaixo da chuva… me fez lembrar Capital “Eu continuo por que eu sei que a chuva não cai só sobre mim!”… lindo isso neh… Estamos todos na mesma…
Cabe a cada um… se sentir como mais um ou como um diferencial..
E penso comigo que o que mais fica dessa Romaria… é a imagem de jovens… especificos… de diferentes raças e cores… desejos e anceios… CAMINHANDO JUNTOS>>>
Causando um impacto… entre “as veias do corpo” que é São Paulo…
Mostrar a cara…
Causar!..
Fazer se pensar…
O objetivo … penso que seja importante mas para muitos que nos viram… talvez nem entenderam ou souberam o real motivo.. mas viram e sentiram com certeza uma energia…
sentiram de diferentes maneiras, coisas boas ou ruins… mas sentiram! Sejam se estressando pela demora no sinal, seja aplaudindo de cima dos predios ou jogando papeis.. enfim se manifestaram se mostraram vivos… Mostraram que no meio do concreto existe vida… que pra mim entendi como = vida q quer viver… viver por completo…
E pra mim foi muito especial por ver varias camisetas … com meu desenho.>>>!
Antes de ontem comentei com uma amiga… Estou vivendo momento surreais… momentos que sonhava… e que quando vivo, por ser algo tão esperado, e surreal… chego a ficar sem reação…
Foi bem massa… Só tenho a agradecer!
Abraço Galera… e CHAMA O PAAAAAAAAAAUUUUUULLLLLO!

(jovem Renato Caetano de Jesus, Paróquia N. Sra. Conceição, Ipeúna)

 


 

Ola tudo bem Juventude?
Quero encontrar as mais belas palavras pra descrever o que eu senti neste dia tão esperado, verdade! Ja estava no meu calendario pessoal com Deus pedindo que se fosse Sua vontade, tambem seria  a minha de estar presente em mais uma Romaria.
Realidade diferente da romaria do ano passado, mas sempre com o mesmo amor, vontade de lutar pelo bom, melhor e justo Pela vida.Se o tempo fosse a barreira estava vencido, pois nada nos fez parar. Contudo nossa missão não esta concluida, toda vez que me sensibilizo por um momento desse na pastoral da juventude, não sei me calar diante da injustiça, como disse a Talita tão triste foi ver a quantidade de pessoas nas ruas na maioria jovens. Que isso nos motive a lutar ” como cantamos aquela musica”( alias a mais bela musica que ja ouvi, estou apaixonado por ela) SE É PRA IR PARA LUTA EU VOU, SE É PRA ESTAR PRESENTE EU ESTOU, O QUE IMPORTA E O  AMOR OOOOOO”.Para não deixar isso acontecer nas nossas cidades e bairros.
A energia que nos cercou e nos tomou conta foi do amor pela vida, e isso ai jovens da nossa Diocese de PIRA, não importa a quantidade de jovens que foi, so importa que quem estava la era pra estar……………….missão de todos nos…….
,
bjos e abraços
do cantor mais animado da pastoral da juventude da nossa diocese, NÃO O MAIS AFINADO RSRSRSR

(jovem Guilherme de Oliveira, Paróquia São Pedro, Ipeúna)

 


 Sem teto, sem chão... ainda assim nosso irmão... quanta provocação!

Chegamos com frio, desejando que a chuva não chovesse! rs
E nos alongando após algumas horas de sono em um banco não muito confortável!
 
Logo quando cheguei senti um aperto, talvez uma certa revolta…ao ver que de frente daquela linda catedral, rodiada de lindas árvores e prédios estontiantes, haviam muitos que faziam do chão daquela praça a sua cama…que bom sentir isso, estranho e pior seria não sentir…mas parece que eles se tornam invisíveis para a sociedade, afinal já são parte do cartão postal…e o que nós podemos fazer?? o que devemos fazer?? o que deveria ser feito por nós? Que levantamos uma bandeira de luta contra o exterminio da juventude e da vida…e estando lá tão perto dessa dura realidade o que nós fizemos??
Olhares apenas? pena? tristeza?
 
E a cada esquina…muitos mais moradores das ruas solitárias de São Paulo…
Estranho olhar para aqueles prédios…lindos por sinal, majestodos…e não saber se havia alguém por trás das janelas…dos muitos prédios que cercavam e nos encantavam pelas ruas, poucos foram os que tinham em suas janelas pessoas felizes por nossa passagem, pessoas que acenavam e aplaudiam…que bom ver em meio a tanta grandeza e solidão, pessoas olhando para nós.
 
Foi bonito ver a juventude caminhando por entre os labirintos de concreto, cantando, celebrando, e espero que para a maioria caminhando realmente pela luta a favor da vida…além de toda a bateria que nos dá participar de momentos assim, muito nos foi válido, pelo menos para mim, caminhar por aquelas ruas, observar cada construção, sentir o ar, sentir no domingo o silêncio da cidade de São Paulo, grande, gelada, vazia…sendo mais uma ouvinte dos tantos gritos que movem a nossa caminhada e de tantos outros…que desejam mais, que sonham mais, que ainda acreditam que um outro mundo é possível…
 
Que bom sentir frio, tristeza, alegria, sentir-se pequeno, cansado, e também ver que a alegria existe naqueles que nem conseguimos imaginar a dor…
 
“- Eii sabe por que o Lula não tem esse dedo aqui??????

– Porque esse dedo é MEU! kkk!”

(piada feita por um Morador de Rua, caminhando conosco junto em Romaria)

  

(jovem Talita Paseto, Paróquia N. Sra. Conceição, Ipeúna)

 


 América Latina, o Continente da Esperança

Ahh, como foi belo ver toda aquela juventude reunida, lutando pelos mesmos ideais! Nem a chuva, nem o frio apagou aquele brilho imenso da PJ! Tudo estava realmente maravilhoso!
E como diz a letra da música “um novo dia já nasceu…”; nasceu para novas conquistas, novos sonhos, novas realidades… E tenho a certeza que nós fizemos, e continuaremos fazendo a diferença!

Bjokas, Kau.

(jovem Kauane Rodrigues de Oliveira, Paróquia Santana, Rio Claro)

 


 

Nossa a experiência foi muito valida.. Pois em uma cidade como São Paulo onde a solidão e a exclusão são dois pontos fortes, estávamos lá nos jovens unidos em uma caminha em busca de mudanças onde nem a chuva e frio foi capaz de nos deter.
E nada mais claro de como tudo isso foi valido, é a resposta que veio do céu; um sol quente e brilhante que demonstra a força da juventude, a única diferença é que a juventude não se Poe no fim da tarde: Ela fica firme na luta!  

(jovem Luan Samuel, Paróquia Bom Jesus, Rio Claro)

Anúncios

Responses

  1. ficou show as fotos com o texto foram feitos um pro outro rsrsr!!!

  2. Olá.
    as fotos ficaram muito legais.
    A romaria foi mesmo incrivel.
    Abraços a todos os irmãos da Diocese de Piracicaba.
    PS: A foto do Impostômetro ficou legal e a pessoa aqui tinha que estar bem embaixo né…

    Abraços…
    Rafael Pereira
    Paróquia Senhor Bom Jesus da Pirapora – Araras/SP
    Diocese de Limeira/SP

  3. […] (2005),  Barretos (2006), Aparecida (2007), Cajamar (2008) e São Paulo (2009) e também o depoimento de alguns jovens de nossa diocese que participaram no ano […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: